51 3284-1800

SindisprevRS OF

Insegurança e caos no PAM Santa Marta

COMPARTILHE:

Cláudio Wayne
santa_marta_160309_010.jpg

santa_marta_160309_027.jpg

santa_marta_160309_012.jpg
Porto Alegre – Os servidores do PAM Santa Marta denunciaram ao SINDISPREV-RS que desde fevereiro não contam mais com o serviço de vigilância terceirizado, expondo os trabalhadores ao assédio direto da população.
Na última quarta-feira (11/03), em reunião no SINDISPREV foi solicitado pelos servidores do posto que fosse encaminhada denúncia aos órgãos públicos, pedindo providências imediatas na solução do problema de segurança no posto, com a contratação em caráter emergencial de vigilantes, tendo em vista que os serviços de orientação, organização de filas e encaminhamento dos usuários para o atendimento, bem como a segurança dos servidores e do patrimônio público são função desta categoria.
O SINDISPREV esteve nesta segunda-feira (16/03), no posto Santa Marta apurando os fatos.
A reportagem do Sindicato acompanhou a abertura do posto às 7 horas. Pouco antes, a fila que começa na frente do Santa Marta, na rua Capitão Montanha, no Centro, dobrava pela Avenida Mauá. As pessoas aguardavam a abertura do posto, dividindo a calçada com a água que jorrava de um hidrante, molhando os pés daqueles que na fria manhã de segunda-feira na Capital, esperavam pacientemente o direito a assistência médica.
Logo após a abertura do posto, viam-se usuários perdidos e confusos, que buscavam informações em vão em mesas onde deveriam estar os seguranças. Alguns indignados outros perplexos eram informados por funcionários que a Prefeitura de Porto Alegre não havia renovado o contrato com a empresa de segurança e, portanto, o posto não contava mais com aquele serviço. Constatada a denúncia, o Sindicato agora exigirá da Prefeitura as providências cabíveis.

Fonte: Imprensa SINDISPREV-RS

 

follow:

CONTEÚDOS