51 3284-1800

SindisprevRS OF

“Dilma não pode transferir a culpa pelo empobrecimento do trabalhador”, diz Giuseppe Finco

COMPARTILHE:

Em coletiva à imprensa, em Porto Alegre, nesta sexta-feira (28), a presidente da República atacou os sindicatos por defenderem um reajuste real e digno do salário mínimo. Dilma Rousseff disse que não vai discutir, simultaneamente, a correção da tabela do imposto de Renda com o reajuste do mínimo nacional. Com isso, chancelou que o salário vai ficar em R$ 545.

Para Giuseppe Finco, diretor do Sindisprev-RS, a presidente da República precisa ter acesso a dados que mostram uma desvalorização no poder aquisitivo do trabalhador. “O poder aquisitivo da população, hoje, é menor do que o registrado em 1996. Que política real do salário mínimo o governo federal tentar vender?”, questiona.
 
O rendimento mensal médio do trabalhador brasileiro é menor que R$ 1,2 mil. “Vale lembrar que metade dos trabalhadores não tem cobertura previdenciária, por conta da informalidade. Onde estão as riquezas da oitava economia do mundo?”. Finco ressalta o achatamento das aposentadorias. “De 1994 a 2010, o valor das aposentadorias teve redução de 70%. Hoje, 18 milhões de aposentados recebem um salário mínimo”, conclui.
follow:

CONTEÚDOS