51 3284-1800

SindisprevRS OF

Trabalhadores da Saúde: AGORA É GREVE

COMPARTILHE:

Na última  segunda feira, 23, os servidores municipais de Porto Alegre deflagraram Greve para pressionar o prefeito a atender às reivindicações da Campanha Salarial  2011. O atendimento em várias Unidades Básicas de Saúde foi suspenso, como no Beco do Adelar, Monte Cristo, Calábria, Passo das Pedras, Vila Ipiranga, Campo Novo; Pronto Atendimentos da Vila Cruzeiro, PA da Lomba, Bom Jesus e Pronto Socorro.

O setor da saúde é mantido pelos trabalhadores federais, estaduais, municipais e terceirizados. A Pauta de Reivindicação é focada no abono salarial de R$ 500, o mesmo valor concedido aos médicos, em 2010, até que se estabeleça o Plano de Carreira  em Porto Alegre. Os trabalhadores são contrários ao processo de diferenciação ao conjunto de profissionais que trabalham na Saúde Municipal. Tal iniciativa necessita ser combatida, bem como o Assédio Moral existente nas Unidades Básicas, núcleos dos Hospitais Pronto Socorro e Hospital Materno Infantil Presidente Vargas. Além disso, através da criação do Instituto Municipal de Estratégia de Saúde da Família (imesf), o prefeito trouxe a proposta de privatização, a qual os profissionais, o Conselho Municipal da Saúde e tantas outras entidades foram contrários.  

A pauta  dos municipais e municipalizados em Porto Alegre passa por ser a extensão do abono salarial a todos os profissionais na Saúde, melhoria nas condições de trabalho e atendimento à população, regulamentação das 30 horas semanais, combate ao assédio moral, mobilizando o setor da saúde porto alegrense. Abaixo, ouça a diretora do Sindisprev-RS, Dinara Del Rio.

Assembleia Geral

Local: Sindisprevrs – Travessa Francisco Leonardo Truda, 40

Quando: Quarta-feira (25 de maio), às 18h30

Imagens

follow:

CONTEÚDOS