51 3284-1800

SindisprevRS OF

Depois de derrubar a MP-520, servidores se preparam para mobilização em Brasília

COMPARTILHE:

O dia 1º de junho ficou marcado na vida daqueles que lutam em defesa dos serviços públicos e pelo direito dos cidadãos. Numa sessão absolutamente confusa, no Senado Federal, senadores de oposição, com apoio de uma minoria da base governista, conseguiram fazer com que a MP 520/10 (chamada agora de PLV 14/2011) não fosse votada. Com isso, a Medida Provisória perde a sua validade, por fazer cinco meses da sua edição pelo Poder Executivo.

A medida criaria a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares para administrar os hospitais universitários, unidades hospitalares e a prestação de serviços de assistência médico-hospitalar no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). A MP, que tem o objetivo de privatizar o sistema, só poderá ser reeditada com novo texto.
 
A sessão que obstruiu duas MPs, nessa quarta-feira, foi acompanhada por milhares de servidores públicos e entidades representativas. A diretora do Sindisprev-RS, Ana Lago, ressalta que a luta não se encerra aqui, e convoca a população para a grande marcha no dia 16 de junho, em Brasília.
 
“Somente a união de todos, da Fenasps e as 58 entidades de servidores públicos que desde janeiro estão mobilizadas contra essa MP, fez com que ela fosse derrubada. A mobilização não acaba aqui, pois outras medidas e projetos vão chegar ao Congresso Nacional para atacar os direitos dos trabalhadores”, disse Ana Lago, da Secretaria de Assuntos Jurídicos.
 
No RS, servidores do INSS completaram, nesta quinta-feira (02), três dias de vigília para acompanhar reuniões que buscaram o atendimento de reivindicações junto ao governo federal.

Imagens

follow:

CONTEÚDOS