51 3284-1800

SindisprevRS OF

Fugast: governo encaminha PL para pagamento de rescisões, mas não define prazos aos trabalhadores

COMPARTILHE:

O projeto de lei que chegou nesta quarta-feira (15) à Assembléia Legislativa é mais um exemplo da política “morde-assopra” do governador Tarso Genro. Pois, não define prazo nem estabelece garantias concretas ao pagamento das rescisões de mais de 400 trabalhadores que por 30 anos desempenharam papel de protagonismo no atendimento à saúde da população gaúcha.

O governo, contrário à PEC que incorpora os demitidos da Fugast aos quadros da Secretaria da Saúde, apenas afirma que vai destinar R$ 20 milhões ao pagamento das rescisões. Os trabalhadores desligados de seus locais de trabalho em março estão cansados de esperar nesse empurra-empurra e falta de respeito.
 
“É lamentável que um governo que se auto-conclama popular encaminhe ao Parlamento um projeto de lei que não estabelece qualquer tipo de prazo para as rescisões. Dezenas e dezenas de trabalhadores sobrevivem, desde março, com a ajuda de familiares e amigos, pois não têm dinheiro para pagar suas contas e, até mesmo, comer. Esse projeto de lei é um factóide, assim como a viagem feita pelo governador à Coréia do Sul”, disse Dinara Del Rio, diretora do Sindisprev-RS.
 
Os trabalhadores da Fugast exigem que o projeto de lei seja votado somente a partir da garantia de que o pagamento será feito a curto prazo e em parcela única. Na próxima terça-feira, os demitidos vão acampar na Praça da Matriz.
follow:

CONTEÚDOS