51 3284-1800

SindisprevRS OF

SPFs lançam Campanha Salarial 2015 com ato em Brasília

COMPARTILHE:

Centenas de servidores públicos federais (SPFs) participaram do ato de lançamento da Campanha Salarial 2015 nesta quarta-feira, 25, em Brasília. A manifestação ocorreu no bloco K do Ministério do Planejamento, pela manhã. Lá, os trabalhadores se concentraram para forçar uma audiência com o novo ministro da pasta, Nelson Barbosa, apesar de que tenha sido agendada uma reunião (ofício em anexo) para próximo dia 20 de março, que irá tratar da conjuntura econômica e diretrizes de negociação para 2015.

Como o ministro do Planejamento estava em viagem, segundo a assessoria do ministério, os SPFs não foram recebidos no interior do Bloco K. Além disso, a única resposta do governo foi deslocar um grupo de policiais que bloqueou o acesso do ministério pela maior parte da manhã desta quarta-feira, ainda que nenhum tipo de conflito tenha sido registrado. 

Pauta de reivindicações e calendário próximo

Neste ato, os trabalhadores protocolaram uma lista com 20 eixos de luta, deliberada na Reunião Ampliada dos SPFs realizada nos dias 31 de janeiro e 1° de fevereiro deste ano. Dentre os eixos são destaques: política salarial permanente com correção das distorções e reposição das perdas inflacionárias e índice linear de 27,3%; data-base em 1° de maio; a paridade salarial entre ativos, aposentados e pensionistas; a incorporação de gratificações produtivistas; isonomia de benefícios; a revogação das Medidas Provisórias 664 e 665, do Funpresp e da Ebserh e retirada de todos os projetos do Congresso Nacional que atacam os direitos dos trabalhadores, como o PL 4330/2004, da terceirização. 

O Fórum dos SPFs também relembrou o calendário de atividades para o próximo período e convocou os trabalhadores para grandes mobilizações nos dois meses seguintes. O mês de março de 2015 será inteiro para a realização de assembleias e plenárias nos estados, com previsão de várias Jornadas de Lutas país afora, com discussão sobre indicativo de greve de várias categorias do funcionalismo. Destaque para o ato nacional no Rio de Janeiro e nos estados contra a privatização do SUS e a EBSERH, no dia 6 de março. Já em abril, é esperada uma grande mobilização em Brasília nos dias 7, 8 e 9, com a Jornada Nacional de Lutas, que reunirá as discussões realizadas nacionalmente sobre o indicativo de greve dos SPF’s.

Brasília, 25 de fevereiro de 2015 Plantão/FENASPS

Anexos

lançament… (2).pdf

follow:

CONTEÚDOS