51 3284-1800

SindisprevRS OF

SERVIDORES DO INSS, SRTE E SAÚDE PARAM EM DEFESA DOS DIREITOS DO TRABALHADOR

COMPARTILHE:

Na manhã desta quinta-feira, (14/4), uma manifestação no centro da capital gaúcha, chamou a atenção da população para o dia Nacional de Luta dos Servidores Públicos Federais. O protesto fechou a avenida Mauá, em frente ao prédio do Ministério do Trabalho, e teve apoio da população, que recebeu a Carta Aberta dos servidores. O documento foi feito para informar e alertar a população sobre os ataques do governo feitos sistematicamente aos funcionários públicos e, por conseguinte, ao serviço público, que é prestado ao cidadão e também sobre os riscos da aprovação de um projeto, chamado de pacote de maldades, que atinge diretamente o direito de todos os trabalhadores, aposentados e cidadãos em geral, retirando direitos conquistados ao longo de muitas lutas e garantidos na constituição federal.
Os servidores protestaram contra o desmonte do INSS, do ministério do Trabalho e Previdência Social e Saúde, contra a redução e congelamento de salários, pelo cumprimento integral dos Acordos de Greve, pela suspensão do ciclo de avaliação do IMA/GDASS, contra a aprovação do Projeto de Lei 257/16, contra a Reforma da Previdência, contra a Reforma Trabalhista, que pretende tirar direitos dos trabalhadores previstos na CLT, e também por melhores Condições de Trabalho e pela realização de concurso público.
Na parte da tarde, os servidores seguiram em caminhada pelas ruas do centro da capital até a Esquina Democrática, onde ocorreu outro ato público, em defesa dos direitos dos trabalhadores e em favor das garantias trabalhistas conquistadas.
Em todo o Estado cerca 70% dos servidores do INSS pararam. Na Secretaria Regional do Trabalho, na capital, a adesão foi de 100%; já no Ministério da Saúde a paralisação foi parcial.
Além da capital, houve protesto nas cidades de Pelotas, Cachoeira do Sul, São Leopoldo, Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Santana do Livramento e Uruguaiana.

Imagens

follow:

CONTEÚDOS