51 3284-1800

SindisprevRS OF

Fenasps é contra nomeações de políticos em cargos de chefia do INSS

COMPARTILHE:

 

1

Charge ironiza o chamado "cabide de emprego", prática comum quando políticos querem empregar correligionários sem formação específica no cargo

 

A Fenasps protocolou, nesta terça-feira (19), um ofício junto ao ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, questionando a nomeação do Gerente Executivo do INSS em Aracaju (SE), sabendo que este é o vice-presidente do Partido Republicano Brasileiro (PRB) e que não possui formação técnica para assumir este cargo de chefia.

No documento, a Fenasps  argumenta que, embora seja uma prerrogativa do gestor, sempre lutou para evitar que os serviços públicos fossem usados como moeda de troca para serem indicados correligionários de partidos políticos. Estas decisões, ainda segundo o ofício, colocam em risco os serviços prestados à população, pois quem executa uma tarefa como gerente executivo precisa ser um profundo conhecedor dos serviços, da legislação, uma vez que caberá a este fazer analise em caráter superior de benefícios complexos, inclusive responder juridicamente pelo INSS perante órgãos públicos e tribunais, quando se trata de concessões de benefícios.

Veja o documento na íntegra aqui.

 

Imagens

follow:

CONTEÚDOS