51 3284-1800

SindisprevRS OF

Relatório da Assembleia Estadual dos Trabalhadores da Saúde, Trabalho e ANVISA

COMPARTILHE:

Na sexta-feira (15), ocorreu a Assembléia Geral Da Saúde, MTE e ANVISA, que teve como pauta conjuntura, informes gerais e Plano de Lutas.

No debate sobre a conjuntura foi exposta a situação atual política e econômica nacional e internacional. Conforme Zé Campos, diretor do SindisprevRS, a todo o momento se fala em crise, pois estamos vivendo uma crise do capital sem precedentes, o que gera várias crises econômicas profundas no mundo. “A França é, no momento, o maior exemplo da falência e da crise do capital que vem gerando acontecimentos preocupantes. Qualquer pessoa com um mínimo de conhecimento de economia e finanças vê tranquilamente os sinais de deterioração do quadro econômico por todos os lados, afirmou.

Segundo Campos, a atual situação do Brasil vem causando muita preocupação a toda parcela da população que depende do seu próprio trabalho para garantir seu sustento. “Direitos estão sendo retirados, órgãos que garantem direitos extintos, é preciso criar um plano de lutas, buscar alternativas para mudar esta situação nada está certo em relação aos acordos de greve de 2015, ainda estamos aguardando a sanção pelo presidente interino", ressaltou.

Conforme Campos, é necessário participar de todos os debates em Audiências Públicas, Atos Públicos, Marchas contra o desmonte da Seguridade Social, pois o projeto do governo é retirar conquistas garantidas após anos e anos de lutas, deixando o Estado mínimo, sem direitos.

Para a diretora Ana Lago, é necessária mobilização para, caso não sejam aprovados os acordos de greve na íntegra buscá-los na greve. “Nosso trabalho é informar à população do que está no projeto do governo, projeto do capital e da burguesia.

O Sindisprev/RS através de suas secretarias têm participado ativamente nos debates “Contra a Reforma da Previdência, O Financiamento do SUS – Avanços e Desafios, Crise de Financiamento e As Intervenções Dos Municípios nos Hospitais, Ocupação Lanceiros Negros, do Ato Público do Dia Nacional de Mobilização – SUS, SUAS" Em Defesa da Democracia e Cidadania", das Reuniões dos SPFs, do NEMS pertinentes a condições de trabalho.

O objetivo do sindicato é participar também do debate e movimento "Escola Sem Partido" e realizar plenária Estadual da Saúde entre as três esferas, Grupo GHC e Hospital de Clínicas.

 

No final da reunião, foram votados como encaminhamento:

– Plano de Lutas para mobilizar a categoria e os trabalhadores em geral contra as reformas de Estado que vão retirar direitos e extinguir órgãos que garantem direitos;

– Denunciar o projeto de desmonte do SUS com cobrança de consulta; participar das atividades dos servidores públicos das três esferas;

– Participar dos movimentos sociais informando os projetos do governo que estão tramitando e suas consequências;

– Realizar plenária estadual das três esferas com o intuito de informar os riscos que os servidores e os cidadãos estão expostos com a PEC 241 e

– Mobilizar a categoria para buscar junto ao MS a reativação das Mesas Setoriais de negociação, tanto nacional quanto as locais como instrumento de negociação de conflitos.

follow:

CONTEÚDOS