51 3284-1800

SindisprevRS OF

Reformas do governo e alternativas de luta para os trabalhadores nortearam XV Congresso do SindisprevRS

COMPARTILHE:

Bento Gonçalves foi ponto de encontro para o XV Congresso do SindisprevRS. O evento ocorreu no fim de semana de 7 a 9 de outubro, no hotel Dall`Onder, e reuniu cerca de 400 representantes de servidores da Saúde, Previdência, Trabalho e Anvisa.

O tema principal do evento foi: “Derrotar as reformas e construir alternativas de luta para a classe trabalhadora” e reuniu especialistas e profissionais para debater com os trabalhadores de todo o Estado temas essenciais ao momento político que estamos vivendo. As mesas de aberturam focaram na reflexão política e no desenvolvimento dos trabalhos do Congresso, com apresentação de teses. Veja matéria detalhada aqui e o vídeo do primeiro dia do evento aqui.


 

No segundo dia, especialistas e profissionais da área jurídica, discutiram os projetos que tramitam na Câmara e o desmonte do Estado brasileiro com a tentativa do governo em aprovar medidas como a PEC 241 e o PLC 54.  Os ataques à Saúde também foram tema de debate, com foco na desestruturação do SUS, ascensão de planos de saúde privada e complementar e o avanço das Organizações Sociais (OS), que utilizam recursos públicos sem ter foco em atender o público adequadamente.

A Previdência e as alterações na aposentadoria também foram discutidas. A utilização de dados do IBGE com fonte de embasamento das medidas foi questionada devido à discrepância de dados conforme regiões e estados, que tem maior ou menor expectativa de vida, induzindo ao erro de avaliação sobre o tempo e idade para aposentadoria.

A segunda mesa da manhã de sábado tratou da análise da conjuntura, que trouxe para o debate um membro da Auditoria Cidadã da Dívida e um professor do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia/PB, que destacou a construção de estratégias para enfrentar o golpe e resistir aos ataques, às ameaças contra o interesse do povo e da classe trabalhadora, representadas pela PEC 241, à entrega do pré-sal, à política da "Escola sem partido".

A PEC 241 e a necessidade de uma auditoria pública da dívida, como instrumento de combate ao que impõem empresários e banqueiros também foram discutidas. A Auditoria Cidadã da Dívida defende que seja feito um trabalho em conjunto com Câmara e Senado para que a mesma possa financiar a produção e a vida e não a especulação e os ganhos de renda.  Veja a matéria completa aqui e o vídeo das duas mesas aqui.


 

À tarde, os trabalhos continuaram com mesas que enfocaram os problemas enfrentados pela GEAP e a questão do adoecimento no serviço público, que trouxe á tona os problemas envolvendo o assédio moral nas instituições.

Uma dramatização demonstrou a forma como os servidores são afetados por um sistema que prima pela quantidade de atendimentos, fazendo com que os próprios servidores cobrem, em forma de comparações, uns aos outros para que sejam mais rápidos e pró-ativos, sem considerar as condições a que o trabalhador está submetido. Especialistas na área apontaram que somente com a consciência da categoria, com as denúncias coletivas via sindicato será possível enfrentar o problema que tanto aflige os trabalhadores em todas as esferas e setores. Assista aqui ao vídeo das mesas.


 

Após, foram feitos diversos grupos de trabalho, que se reuniram para definir as propostas a serem votadas na plenária de encerramento do Congresso, que foi realizada no dia seguinte.

À noite, ocorreu um momento de descontração durante o jantar, com apresentação de dança gaúcha e atrações musicais para os participantes do evento. Uma máquina automática de fotos, com opção para colocar adereços, também foi atração da noite, que seguiu com baile noite a dentro.

No domingo, último dia do evento, a manhã começou com uma mesa sobre violência contra a mulher, que teve coordenação de três diretoras do sindisprevRS e de representantes da ONG THEMIS. Veja a matéria completa aqui e o vídeo aqui.


 

Na sequencia, ocorreu a plenária final de encerramento, quando foi definido e votado o relatório final do congresso.

Na parte da tarde, foi feita reunião extraordinária para eleger a comissão eleitoral do sindicato. Entre os encaminhamentos do XV Congresso do SindisprevRS ficou definida a luta contra a retirada de direitos do trabalhador e alinhamento com ações nacionais em defesa dos servidores e da sociedade. Também foi reafirmado o apoio aos servidores Fernanda e Iracemo. Veja o balanço do evento feito pela diretora Ana Lago.


 

follow:

CONTEÚDOS