51 3284-1800

SindisprevRS OF

Servidores fazem protesto na GEAP

COMPARTILHE:

Como parte do Dia Internacional da Mulher e Dia Nacional de Luta, o Sindisprev/RS realizou ato público na sede da GEAP/RS, denunciando os reajustes abusivos que têm excluído do plano milhares de servidores, principalmente os de maior idade e menores salários.

O protesto contou com a representação de servidores ativos e aposentados, da capital e interior, que não conseguem atendimento e necessitam ficar pendurados no telefone com dificuldade de entendimento do que é solicitado, tendo em vista as diferenças regionais. Isto acontece com a GERES/RS, o 0800 e o Fale Conosco, e também com a rede prestadora no estado. Além destas reivindicações, denunciaram ainda o desmonte e a falta de transparência financeira do plano de saúde dos servidores.

A GEAP completou 71 anos de existência em meio a uma crise sem precedentes, que poderá levar à insolvência deste patrimônio construído integralmente com as contribuições de milhares de trabalhadores públicos, para ter atendimento à saúde.

No entanto, a tragédia da GEAP tem como causa a má gestão, praticadas pelas constantes intervenções do governo, que utiliza da conivência da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e da indiferença do TCU, que não faz auditoria nas contas do plano de saúde GEAP, mesmo sabendo de todas as ingerências e desmandos praticados pelos gestores, indicados pelos governos de plantão, que transformam o plano de autogestão num cabide de emprego dos seus correligionários.

Porém, é fundamental que os servidores contribuintes do Plano GEAP, utilizem os diversos canais de comunicação, principalmente as mídias sociais, e e-mails, para pressionar a ANS, TCU, parlamentares e principalmente o governo – Casa Civil, na pessoa do ministro temporário Elizeu Padilha –, pois temos de evitar a qualquer custo que milhares de participantes do plano fiquem sem atendimento porque estão sendo expulsos pelo reajuste abusivo.

É importante ainda que todos façam denúncias nos Procons, nas delegacias do consumidor, no Ministério Público e também no Sindicato. Afinal, grande parcela dos assistidos tem mais de 60 anos, estando amparados inclusive pelo Estatuto do Idoso, e não podem simplesmente ficar sem atendimento. Ainda há centenas de outros segurados que estão internados e/ou em tratamento de saúde continuado e não podem correr risco de morte por falta de atendimento do plano de saúde, que pagaram durante a vida toda.

Todos que fazem parte do Plano de Saúde da GEAP, mais do que nunca, precisam estar unidos numa frente única para não deixar que o governo não leve o plano à bancarrota e a uma situação de total insolvência. Também não aceitaremos pagar a conta de incompetências administrativas, e dos desvios praticados por gente que não tem nenhum compromisso com a boa gestão do plano, bem como com milhares de vidas que dependem de atendimento a sua saúde.

Lutando todos juntos vamos resgatar o patrimônio que construímos para assegurar atendimento a nossa saúde!

OUSANDO LUTAR, VENCEREMOS. TODOS JUNTOS NESTA LUTA!

Imagens

follow:

CONTEÚDOS