51 3284-1800

SindisprevRS OF

O governo libera a cloroquina, mas não se responsabiliza pelas vidas!

COMPARTILHE:

O medicamento poderá ser administrado também em casos leves, mas o paciente precisará assumir os riscos.  A MP 966 complementa a medida, tirando a responsabilidade dos agentes públicos pelas suas ações frente à pandemia.

 

>> Nenhum estudo comprovou a eficácia da Cloroquina no combate ao Covid-19, mesmo assim Bolsonaro determinou que o exército aumentasse a produção para 1,2 mil comprimidos a cada um mês e meio (normalmente, se produzia apenas 250.000 a cada dois anos).

>> A produção massiva tem custos altíssimos: o valor pago pelo governo é quase seis vezes o preço de um ano atrás. O governo federal também abriu mão participar do fundo de pesquisa mundial para criação de vacina.

>> Cloroquina e hidroxicloroquina estão associadas a alterações cardíacas e outros efeitos colaterais a qualquer paciente. Seu uso está sendo indicado para casos leves e graves, ainda que pessoas com problemas cardiovasculares sejam grupo de risco do coronavírus.

>> Está ocorrendo desperdício de dinheiro público na fabricação de um medicamento sem nenhuma justificativa científica, enquanto o sistema de saúde carece de investimento em EPIs de qualidade e condições de trabalho para profissionais e aumento do número de leitos de UTI com equipamentos.

>> Faltam estratégias consistentes de combate, e sobra especulação e irresponsabilidade!

>> Para impedir a propagação do vírus, isolamento social com direitos (moradia, alimentação, renda digna e assistência) à população!

 

 

[ FONTES ]

 

Isolamento social como combate ao Covid-19

• Isolamento geral é mais efetivo para diminuir casos de coronavírus do que isolamento seletivo, aponta Banco Mundial (O Globo)

• Quais as conclusões do estudo de Harvard prevendo medidas de distanciamento até 2022 (Gaúcha ZH)

• Estudo estima que isolamento pode salvar 1,1 mi de brasileiros e 38,7 mi no mundo 

 

Vacina contra Covid-19

• Brasil fica fora de ação mundial para acelerar vacina e apoiar OMS. (Notícias UOL)

 

Produção de cloroquina no Brasil

• Oposição cobra que planalto apresente estudos sobre cloroquina. (Época)

• Produção de cloroquina pelo exército amenta 80 vezes mesmo sem conclusão de sua eficácia (El País)

 

Estudos sobre uso da cloroquina 

• Efeitos colaterais em pacientes levam fundação do Amazonas a interromper estudo sobre uso de cloroquina na Covid-19 (O Globo)

• Coronavírus: o que dizem os estudos publicados sobre cloroquina, defendida por Bolsonaro e Trump

• Effect of High vs Low Doses of Chloroquine Diphosphate as Adjunctive Therapy for Patients Hospitalized With Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavirus 2 (SARS-CoV-2) Infection – A Randomized Clinical Trial  (M ayla Gabriela Silva Borba, MD1,2 ; Fernando Fonseca  Almeida Val, PhD1,2;  Vanderson Souza Sampaio, PhD1,2,3; et al)  

• Chloroquine diphosphate in two different dosages as adjunctive therapy of hospitalized patients with severe respiratory syndrome in the context of coronavirus (SARS-CoV-2) infection: Preliminary safety results of a randomized, double-blinded, phase IIb clinical trial (CloroCovid-19 Study) (Mayla Gabriela Silva BorbaFernando de Almeida ValVanderson Sousa Sampaio, et al.)

• Association of Treatment With Hydroxychloroquine or Azithromycin With In-Hospital Mortality in Patients With COVID-19 in New York State (Eli S. Rosenberg, PhD1Elizabeth M. Dufort, MD2Tomoko Udo, PhD1; et al.)

• Observational Study of Hydroxychloroquine in Hospitalized Patients with Covid-19 (Joshua Geleris, M.D., Yifei Sun, Ph.D., Jonathan Platt, et al.)

 

 

 

 

follow:

CONTEÚDOS