51 3284-1800

SindisprevRS OF

Paralisação dos servidores do INSS

COMPARTILHE:

A presidência do INSS desrespeita mais uma vez os servidores e o trabalho que realizamos. Há 10 dias, aguardamos e pressionamos a direção para que cumpra o que prometeu, no prazo que ela mesma estabeleceu: atender à pauta de reivindicações do  nosso abaixo-assinado que contou com quase 4 mil assinaturas.

A nossa pauta é legítima e necessária, simples de ser atendida e nada mais que as condições mínimas de trabalho: sistemas que funcionem e metas que correspondam ao processo de trabalho. 

Hoje, ao final do prazo, tivemos APENAS UMA das reivindicações atendidas, que é o abono integral de metas no Amapá. A majoração temporária da pontuação de 16 serviços que ocorreu é insuficiente para resolver os problemas materiais que enfrentamos diariamente para realizarmos nosso trabalho, por isso a mobilização não vai cessar. Exigimos que seja atendida na íntegra a pauta de reivindicações:

– Comunicação pela Dataprev da hora de início e fim da instabilidade dos sistemas, conforme determina a Resolução 714, ART. 3o.

– Abatimento da meta levando em conta todos os incidentes durante o dia, sem limitação de horário e a partir de 15 min de instabilidade, sem tolerância de 2 horas.

– Divulgação no CASA, em tempo real, dos abatimentos e da pontuação atingida pelo servidor.

Mostraremos nossa unidade e força através de PARALISAÇÃO DE TRÊS DIAS a nível nacional. 

De 24/11 a 26/11:

NÃO USAR NENHUM SISTEMA DO INSS;
• Não puxar, analisar ou conceder processos;
• Servidores em trabalho presencial: não comparecer nas agências;
• Servidores em programa de gestão: não acessar os sistemas/despachar processos.

Está ao alcance do INSS nos atender, mas não há interesse nem mesmo respeito com os servidores. Infelizmente, o único caminho para sermos ouvidos e abrir negociação tem sido através da paralisação.

Seguimos mobilizados!

Imagens

follow:

CONTEÚDOS