51 3284-1800

SindisprevRS OF

Confira calendário de mobilização por 19,99%, encaminhado na Assembleia Geral

COMPARTILHE:

A Assembleia Geral do SindisprevRS que ocorreu dia 07 de março de 2022 reuniu cerca de 80 servidores federais do INSS, Trabalho, Saúde e Anvisa no RS, na modalidade híbrida (parte online, parte presencial), para discutir a Greve programada para março, por reajuste salarial de 19,99%, condições de trabalho e em defesa do serviço público.

Em um primeiro momento, a Greve estava programada para 09 de março, data aprovada também pelo SindisprevRS em assembleia local. Esta posição foi reafirmada na última Plenária da Fenasps, que ocorreu sábado (05),  tendo em vista que a deflagração da greve por parte da categoria no dia 09 abriria a oportunidade de, em alguns dias, envolver e motivar mais colegas a aderirem. Além disso, ganharia-se mais tempo para intensificar o movimento, tendo em vista que em 04 de abril encerra-se o prazo para edição de qualquer medida legal que determine reajuste salarial aos servidores públicos federais (a ser concedido no ano de 2023). 

A maioria dos delegados presentes na Plenária Nacional da Fenasps, entretanto, optou pela deflagração de greve no dia 23 de março, mesma data das demais categorias federais. Desta forma, acompanhando o calendário aprovado nacionalmente pela maioria, a assembleia do SindisprevRS encaminhou Paralisação no dia 09/03 (24h de APAGÃO NACIONAL) com produção zero e, nos dias seguintes, permanecer realizando operação excelência (padrão), com indicativo de greve em 23 de março.

Durante as falas, os colegas destacaram que a greve é o único meio de garantir a recomposição dos salários e que a instabilidade do país coloca em risco o futuro de todos. O fechamento de agências do INSS, MTE e Unidades de Saúde, a fragilidade do Ministério do Trabalho e Previdência, a divisão das categorias, das modalidades e contratos de trabalho, a falta de concurso público e esvaziamento de atribuições são alertas da desvalorização. A luta que construímos não é somente pelo reajuste, mas pelo fim das metas abusivas, das cargas horárias exaustivas, por garantia de sistemas, equipamentos e condições dignas para trabalhar, presencial ou remotamente.

Como todos os direitos conquistados até hoje, mais uma vez a solução dos nossos problemas precisa ser coletiva. É na coletividade que se pode encontrar força. A luta segue e precisa crescer!

 

• 09/03 – APAGÃO NACIONAL – Paralisação de 24h. Não comparecer aos locais de trabalho se estiver na modalidade presencial; não puxar ou finalizar tarefas se estiver em teletrabalho. Produção zero!

• 03/03 a 22/03 – OPERAÇÃO EXCELÊNCIA – Reduzir a produção em 20%, realizando no máximo 80% da meta (o suficiente para manter-se nos programas de gestão).

• 16/03 – Dia Nacional de Luta – Realização de atos em Brasília e nos estados. 

• 19/03 – Nova Assembleia Geral do SindisprevRS, às 10h. 

• 23/03 – Indicativo de Greve Geral unificada dos servidores públicos federais.

 

 

Imagens



follow:

CONTEÚDOS