51 3284-1800

SindisprevRS OF

Informe: reunião da FENASPS com novo ministro da Previdência Social

COMPARTILHE:

Na tarde desta segunda-feira (09/01/2023), o diretor do SindisprevRS, José Campos, participou de uma reunião com o novo ministro da Pasta da Previdência Social, Carlos Lupi, e relatou que, em linhas gerais, foi um primeiro contato com o novo governo. Entre outros assuntos, foi discutido a respeito do impacto do golpe de Estado fracassado do último domingo (08) e tratou-se da situação calamitosa do INSS como instituição e dos servidores. O ponto mais relevante foi a cobrança do cumprimento do acordo da greve de 2022 e a necessidade de repactuar a relação da gestão com os servidores.

Enquanto representantes da categoria, colocamos a necessidade de rever imediatamente as metas, correlacionando-as com a jornada de trabalho de forma a liquidar a situação em que não há mais limite de horas de trabalho, sem respeito aos sábados, domingos e feriados. Reafirmamos a importância da carreira típica, do requisito de nível superior para o cargo de técnico, da incorporação da GDASS, do reajuste salarial para uma categoria que está com a remuneração congelada há muitos anos e da reconfiguração do BMOB. Colocamos, também, a necessidade de o governo dar por reposto o trabalho não realizado durante a greve de 2022.

O ministro considerou os nossos pleitos razoáveis e disse que deseja que os servidores o vejam como aliado. Que a determinação do Presidente Lula é terminar com as filas e que, para isso, vai apoiar-se no programa de cooperação técnica com prefeituras, estados, etc. Nesse ponto, colocamos a nossa preocupação com a desvalorização da carreira e com os perigos inerentes à terceirização dos serviços do INSS, em particular do reconhecimento de direitos. Quanto a isso, ele disse saber que é prerrogativa dos servidores a concessão dos benefícios, mas que precisa das prefeituras e outros entes para garantir o atendimento pois esse acolhimento é importante para cidadania. O ministro informou que pretende nomear mais pessoas concursadas para recompor o quadro.

Enfim, foi uma conversa cordial, mas sabemos que será diferente quando entrarem em cena os Ministérios da Fazenda/Gestão/Planejamento e a nova equipe na Direção do INSS. De concreto foi acertado que o Secretário Executivo, Wolney Queiroz, e outros colaboradores farão reuniões com a FENASPS para discutir os elementos do diagnóstico do INSS apresentado a pauta de reivindicações, de forma a preparar uma nova reunião com o ministro para os próximos 15 dias.

A respeito da reunião, José Campos aponta: “Enquanto integrante do Mudança & Renovação, acredito que se inauguram tempos mais arejados, contudo, que exigem da nossa parte compreender que é fundamental manter a independência frente ao governo, aprofundar a nossa organização e união da categoria e nos mobilizarmos. Seja qual for o governo, devemos nos pautar pela defesa das liberdades democráticas e pela luta por vida digna para todos. Isso só acontecerá com luta. Mais uma vez, o nosso chamado é a lutar”, conclui.

follow:

CONTEÚDOS