51 3284-1800

SindisprevRS OF

Atenção servidores do INSS – Operação legal

COMPARTILHE:

 Aos colegas servidores do INSS

“Muito se tem falado sobre o atendimento do Segurado em até 30 minutos, seja através da publicidade governamental, nos diversos meios de comunicação (rádio, televisão, internet e jornais) e material de divulgação instalados nas Agências da Previdência ou através das entrevistas concedidas pelo Presidente do INSS e Ministro da Previdência, ou ainda através da Operação Legal concebida pelos Sindicatos em conjunto com a FENASPS.

Temos que reconhecer que nos últimos anos o INSS, efetivamente, melhorou a qualidade do atendimento aos Segurados, muito mais pelo empenho e dedicação dos Servidores do que por qualquer das medidas adotadas pela Administração dessa Instituição. Mas temos que reconhecer, também, que ainda estamos muito longe de alcançar a condição de atender a maioria dos Segurados de forma resolutiva em até 30 minutos, especialmente no que se refere aos requerimentos de aposentadoria.

As dificuldades se cumprimento dessa meta consistem, principalmente, na falta de qualidade de nossos sistemas informatizados (concepção de funcionamento, testes de versões, restrições de acesso aos mesmos, numero de conexões disponíveis, qualidade das informações obtidas através de relatórios disponíveis, instabilidade de funcionamento, lentidão, ausência de informações de recolhimentos de Contribuinte Individual anterior a 1985, entre outros), desatualização de vários procedimentos administrativos bem como a ambigüidade de muitos de seus artigos, falta de treinamento presencial e reciclagem dos Servidores lotados diretamente no atendimento ao Segurado (balcão da APS) falta de gestores públicos competentes e aptos a gerenciar a logística e os recursos humanos disponíveis nas Agências da Previdência e Gerencias.

A propaganda governamental e eleitoreira desconsidera todas as dificuldades, citadas anteriormente, quando informa ao Segurado da Previdência que ele será atendido e que terá todas as suas demandas solucionadas em até 30 minutos, fato esse que gera um enorme problema dentro da Agências, tendo em vista impossibilidade de cumprimento dessa meta.

A Operação Legal desencadeada em todo o Brasil, pelos Sindicatos Estaduais e FENASPS, tem por objetivos principais, aumentar a qualificação e melhorar a profissionalização dos Servidores, bem como preservá-los da possibilidade de sofrerem Processos Administrativos Disciplinares (PAD), que podem ocorrer a partir do descumprimento das diversas normas e procedimentos editados pelo INSS, procedimentos esses que muitas vezes são deixados de lado na tentativa de agilizar o atendimento ao Segurado. 

Em nenhum momento a Operação Legal teve ou tem como objetivo prejudicar ou influenciar os índices do IMA/GDASS, até porque a fixação de tais índices, bem como as condições necessárias ao atendimento dos mesmos, são responsabilidade exclusiva do INSS e de seus administradores.

Um elevado número de Servidores tem sofrido pressão, exercida pelos gerentes de APS e Gerentes Executivos, para agilizar o atendimento aos Segurados e cumprirem um agendamento que está além da capacidade do atendimento dos mesmos, em detrimento do fiel cumprimento das normas de instruções estabelecidas pela Instituição , e sob o risco de Servidores virem, no futuro a responder processos administrativos (Auditoria, Ministério Público, Polícia Federal, etc.) e podendo em decorrência disso virem a ser demitidos ou até mesmos terem suas aposentadorias cassadas.

Cabe salientar que é o próprio INSS, através de alguns Gerentes de APS e Gerentes Executivos, que estão efetuando boicote quanto ao alcance dos índices IMA/GDASS, através da imposição aos Servidores para que apenas habilitem os benefícios e os coloquem nas gavetas, sem a devida análise e/ou conclusão dos mesmos, com a orientação de que depois os grupos de trabalho fazem (ganhando diária logicamente).

Não se prestar a cumprir esse tipo de orientação e denunciá-la é defender os interesses da Instituição, preservar o alcance dos índices IMA/GDASS, respeitar os direitos dos Segurados e cidadãos e cumprir nosso dever, enquanto Servidores, para o INSS.”

Porto Alegre, 08 de setembro de 2009.

Sempre se ouvirão as vozes em discordância, expressando oposição sem alternativa, descobrindo o errado e nunca o certo, encontrando escuridão em toda a parte e procurando exercer influência sem aceitar responsabilidades.”

J.F. Kennedy

Não temas o progresso Lento, receie apenas ficar parado”

 Paulo Goulart – Analista do Seguro Social – Matr. 1375546 – APS B.I. Porto Alegre

Confira abaixo os anexos com os ofícios enviados as gerências (todos eles com o anexo "É direito do trabalhador") pelo SINDISPREV-RS sobre a Operação Legal                             

 

 

Anexos

41_Oficio__Santa_Maria.pdf
42_AnexoE_direito_do_trabalhador.pdf
43_OficioPelotas.pdf
44_AnexoE_direito_do_trabalhador.pdf
45_OficioCaxias_do_Sul.pdf
46_OficioIjui.pdf
47_Oficio__Passo_Fundo.pdf
48_OficioCanoas.pdf
49_OficioNovo_Hamburgo.pdf
50_OficioUruguaiana.pdf

AVISOS

CONTEÚDOS