51 3284-1800

SindisprevRS OF

TODOS AO ATO! FORA OS GOVERNOS DAS ELITES! SAÚDE, TRABALHO, PREVIDÊNCIA E EDUCAÇÃO PARA TODOS!

COMPARTILHE:

Durante as últimas semanas, o país foi sacudido por uma série de mobilizações em favor da melhoria do transporte público, contra o aumento abusivo da passagem de ônibus, trem e metrô. Paralelamente, emergiram antigas reivindicações dos trabalhadores, como a luta por verbas para a saúde, educação, segurança, melhores aposentadorias e o fim da corrupção do Brasil.  

As manifestações também repudiam os absurdos custos com dinheiro público com a Copa do Mundo de Futebol no Brasil, exigem a não aprovação de projetos como  o do Estatuto do Nascituro, o “bolsa-estupro” que legitima o crime de estupro; o fim do Fator Previdenciário; a não criminalização dos movimentos sociais; um basta à truculência e ao abuso da polícia militar no país, em especial da Brigada Militar no Rio Grande do Sul.

Por tudo isso, trabalhadores e estudantes continuam nas ruas e protagonizam manifestações que denunciam também a corrupção e a péssima qualidade de vida no país.

O SINDISPREV-RS condena a atitude covarde do governador Tarso Genro, do Partido dos Trabalhadores, que abandonou o policiamento de Porto Alegre, na noite do último dia 17 de junho, centrando a força da Brigada Militar para fazer segurança “privada” junto ao prédio onde funciona o jornal Zero Hora, do grupo Rede Brasil Sul (RBS), afilhada da Rede Globo no Estado. Observe que o mesmo empenho policial não se verificou na proteção de pequenos comércios, no dia 17 em Porto alegre. A irresponsabilidade do governador gerou uma batalha campal, onde manifestantes, imprensa e moradores da região foram covardemente atacados com bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo. Os manifestantes foram reprimidos pela estrutura antidemocrática, repressora e irresponsável do comando da Brigada Militar, ação que aumentou em muito o conflito, gerando revolta e, consequentemente, excessos contra bancos e prédios públicos que representam o aparelho repressor. Junto a esse processo de repressão física, se junta à repressão terrorista e ideológica, que tem sido propagandeada pelos governos de Dilma, do governador Tarso Genro e do prefeito Fortunati. A mídia, por sua vez, tem tentado deslegitimar a luta e os direitos do povo brasileiro, através da criminalização das manifestações.  A luta do povo brasileiro ocorre em diversas cidades e capitais e segue arrebatando forças sociais para ocupar as ruas do nosso país. Nos próximos dias, várias outras cidades brasileiras já sinalizaram que vão se inserir nesse processo de organização e luta.

O Brasil acordou, levantou e decidiu ir às ruas exigir que seus direitos essenciais, como transporte público de qualidade, saúde, educação e segurança sejam garantidos. 

O SINDISPREV-RS entende que o processo de manifestações e mobilização marcado pela espontaneidade das massas é um processo legítimo, que tenta assegurar o direito constitucional dos cidadãos à mobilidade e vem em público se manifestar a favor desse processo de luta e repudiar qualquer ação violenta, repressora ou de criminalização ao movimento.

 

QUINTA-FEIRA, 20 DE  JUNHO, TODOS AO ATO!

 

 

 
 
 

MAIS NOTÍCIAS

Informe da Reunião do Comando de Mobilização – 11 de julho

É GREVE!

REDES SOCIAIS

AVISOS

CONTEÚDOS